quinta-feira, 3 de maio de 2012

Pesadelo

Aproveito agora para postar um pequeno texto que escrevi há alguns dias, mas que, de modo algum, é uma resenha. Espero que gostem.

Pesadelo


Noite escura.
O vento se adensava mais e mais a cada minuto. Poucas estrelas no céu só diziam uma coisa – algo ruim estava para acontecer, e isso se aproximava a cada minuto.
O medo era algo constante no rosto daquela menina, que parecia tão frágil e simples quanto bonita. O batom vermelho disfarçava os lábios pálidos, mas a maquiagem inexistente em nada ajudava nisso.
As árvores cresciam ao seu redor, num terreno relvado. A névoa noturna era mais um indício...
Ela tremia de frio, com os braços apertadinhos na roupa de uma seda fina, nada apropriada para a ocasião.
Ela podia sentir o cheiro estranho no ar, e os passos de alguém, ou algo, que tentava chegar sorrateiramente até ela.
Mantinha a cabeça baixa. Temia olhar para frente, e muito mais para trás. Os passos se aproximavam, já dava para escutá-los com mínima força. Ela respirava devagar, sem barulho. Os cabelos negros, de pontas claras, eram mais um sinal de sua beleza, mas naquele momento eram usados para esconder o rosto.
Correr? Ela não tinha forças para fazê-lo. A melhor opção era ficar parada. Bem, não era a melhor, mas era a única.
Respirou fundo. Ele chegara. Caminhava devagar bem na frente dela, que mexeu o rosto para o lado levemente. Estava sozinha. Por quê? Havia sido abandonada, largada pela pessoa que mais amava. Justo naquele momento. Foi então que o homem atacou, sem piedade.
Ela gritou, mas o grito cessou na metade.
Com um estrépito ela acordou. Estava deitada no peito dele. Não, Ele não a abandonara. Não no mundo real.
- Está bem, meu amor? – perguntou ele, acordando de repente com o pulo que ela deu.
A menina sorriu, tranquilizando-o. Ele voltou a dormir, e ela deitou novamente sobre seu peito, rezando para que no próximo Pesadelo Ele estivesse junto dela.
 Kaio Rodrigues

2 comentários:

Lilian Reis - Escritora disse...

Nossa Kaio que delicado e romântico! Adorei. Beijos Lilian Reis. Parabéns!

Josiane Azevedo dos Santos disse...

Que texto lindo!!! Texto leve e doce!!! Que Deus abencoe esse seu dom...e que nunca lhe falte inspiracao. Bjs

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates